domingo, 31 de março de 2013

A velha e suas lembranças amorosas - o que é amor verdadeiro?


Uma vez eu acreditei em amor e me casei com o primeiro namorado que tive. Não pensei que me separaria, mas descobri que aquilo não era amor.

Quando quis me separar, as pessoas pensaram que eu deveria continuar casada, mesmo sendo ignorada, humilhada, rebaixada e desamparada. Qualquer coisa e qualquer marido seria melhor que ser separada. Contaram-me exemplos de mulheres que foram traídas, se separaram e terminaram vendendo pano de prato, como se fosse um mal exemplo. Que se danassem!

Uma vez, um rapaz disse que me amava, mas não me respeitou. Segundo seus familiares, eu não era uma mulher direita, por que era separada e tinha filhos. Ele não fez esforços por mim. Anos depois me atormentou e ainda insinuou que eu fosse homossexual. Que se dane!

Uma vez, um rapaz me quis, mas não disse que me amava. Não me queria em sua vida real, queria viver no mundo das ilusões. Lamentei.

Alguns disseram me amar em apenas um mês, outros me pediram em casamento, alguns pedidos pareciam sinceros... Mas isso lá é amor?

Uns não disseram amar, nem disseram nada. Mas quiseram.

Um disse que não me amou, depois disse que me amou, mas também disse que nada poderia fazer por este amor. Este era o seu amor.

Talvez alguém tenha me amado, se amor existisse. Acontece que desacreditei desse tal de amor. Amei meus filhos, meus pais, meus amigos, mesmo odiando a todo em algumas ocasiões; amei a mim mesma e me odiei por amar tanto a quem não me amou, se era mesmo, aquilo, amor. Fiquei seca, incrédula e fechada.

Hoje dou risada dos apaixonados e me enojo das cenas de amor. Envelheci. 







terça-feira, 26 de março de 2013

Relacionamento: como ser feliz sem um homem ao seu lado


É possível ser feliz mesmo vivendo sozinha, sem nenhum homem por perto, sem relacionamento?

O que eu posso dizer logo de início é: não tenho a resposta. O que tenho são teorias que elaborei  com o passar do tempo e das experiências, basta colocá-las em prática, por que teorizar é uma coisa, fazer é outra. Mas não se desespere, minha possível leitora, é possível  levar uma vida feliz sem precisar dos espécimes masculinos! Mas a primeira coisa que deveríamos saber é:

Nunca espere obter felicidade de algo externo

Meu amigo Freud já dizia que o ser humano sente uma eterna falta que nunca será suprida, sempre sentiremos falta de algo que nos leve à completude, e por causa disso, muitas vezes condicionamos a nossa felicidade a algo ou a alguém, na esperança de que nos sintamos plenos. O problema é que não podemos esperar que algo externo nos promova a completude, por que não temos controle nem sobre nós mesmos, quem dirá de outros eventos e pessoas. O que precisamos é tentar nos sentir plenos como estamos, dosando nossas expectativas, aproveitando cada gotinha de vida, cada momento abençoado que Deus nos deu, como se fossem, e como são, únicos e preciosos. Fazer planos, sim, mas depender dos sonhos para ser feliz agora, não!

Algumas perguntas importantes que você precisa fazer:

Para quê você precisa de um homem em sua vida?

São muitos motivos para se querer um homem ao lado, alguns deles são:

- Abrir pote de compota;
- trocar a lâmpada;
- desentupir a pia e o vaso;
- instalar e consertar os aparelhos domésticos,
- colocar o lixo para fora;
- atender as testemunhas de Jeová;
- receber os entregadores de compras, 
- trocar o gás;
- esquentar os nossos pés no inverno;
- reclamar com um atendente de call center;
- cancelar o seu plano OI conta Total que você mesma pediu pelo telefone;
- xingar um idiota que ficar "flertando"  com você no meio da rua;
- matar animais peçonhentos;
- acompanhar em eventos;
- fazer par na festa junina.

Estes são motivos que nascem de acordo com as nossas necessidades diárias, mas não são motivos reais, são comodismos ou fazem parte das regras sociais. A verdade é que a maioria das mulheres sente que precisa de um homem para se sentirem completas. Querem se sentir importantes, únicas para este homem, querem ter a sensação de que estão vivendo algo especial e inigualável, querem ser princesas de histórias românticas. As mulheres querem pertencer a alguém e querem ter alguém que lhes pertença, querem cuidar e serem cuidadas, querem algo que as tire desta rotina entediante onde todos são iguais. As mulheres também querem sexo, hoje mais do que nunca, e sentem falta de alguém especial com quem possa desenvolver essa sexualidade. A mulher sente falta de um homem, assim como um homem sente falta de uma mulher.

Como viver sem tudo o que nos falta quando não temos um homem?

A primeira coisa é saber que a mulher é capaz de sobreviver, e muito bem, sem um homem. Para todos aqueles serviços domésticos, existem empresas que podem sanar tais necessidades, ou há sempre um amigo, primo ou vizinho que possa lhe ajudar. Se não gostar de pedir ajuda, vá fazer uns cursos de elétrica, ler manuais, deixe de ser preguiçosa! Esquente os seus pés com meias grossas, enfrente as chateações do dia-dia, e chame o PROCON quando necessário! Quanto às outras carências, se você é uma mulher moderna e sem barreiras, com certeza encontrará amigos com a mesma disposição que você para se divertir, mas se é mais reservada, também tenho certeza de que encontrará uma outra opção. 

Como se livrar da solidão?

Algumas mulheres só se sentem felizes se tiverem um homem ao lado quando fizer alguma coisa, mesmo que este esteja dormindo ou reclamando. Temos uma infinidade de possibilidades, sem falar na infinidade de gostos diferentes dos das outras pessoas. Procure seus amigos, todos são únicos e vão enriquecer a sua vida. Com alguns você vai conversar sobre novela, com o outro, sobre religião, e ainda com outro, sobre amor e política. Não se limite, se enriqueça! O amor está em todo lugar e você pode ser especial para diversas pessoa de maneiras diferentes, não há nada mais rico que isso.

Não poderia esquecer da família, o apoio sólido, mesmo que rachado, mas sempre presente em nossas vidas.

Por que tentar viver feliz sem um homem?

Por que se você for feliz sem um homem, você poderá ser imensamente feliz se encontrar um bom homem.  A mulher precisa ser capaz de se sentir bem com ela mesma, estar plena, segura, para que possa entrar em um relacionamento e poder vivê-lo de forma intensa, sem desigualdades na balança, dando, recebendo e sabendo julgar o que é bom para a sua vida. Não acho que as mulheres devam viver sozinhas para sempre, apenas penso que nós todas precisamos aprender a viver pensando primeiramente em nós mesmas, nos cuidando e nos tornando pessoas aptas a nos relacionarmos com o outro, pessoas felizes e capazes de encontrar e tornar outras pessoas ainda mais felizes.



domingo, 24 de março de 2013

Os pesos que carregamos - como encontrar equilíbrio mental e espiritual?

Estamos sempre em busca do equilíbrio em nossas vidas, mas deixamos que algumas coisas vão nos tirando a paz de espírito ao longo de nossas jornadas.

A maioria das pessoas vão carregando consigo os pedaços que a vida lhes foi arrancando, colocam tudo dentro de uma sacola e vão remoendo e regurgitando tudo a todo o momento, e a cada passo, se tornam mais pesadas e sombrias. O passado não as deixa e elas não conseguem mais se abrir para o novo, sentem que já conheceram tudo e as conclusões negativas que tiraram sobre a vida, sobre as pessoas e sobre os acontecimentos, já são mais que suficientes para que não mais acreditem em um futuro melhor. Essas pessoas são facilmente reconhecidas pelos seus rostos desanimados e descrentes, pela falta de energia e de vontade, pela inexistência da vitalidade, pela incredulidade.

Outras pessoas não carregam consigo as feridas causadas pelos acontecimentos, estas são visivelmente mais leves e brilhantes, são joviais por que são como os jovens, não cultivam chagas e ainda acreditam em todas as possibilidades e todas as chances, são felizes e crêem na humanidade, são leves como plumas. Estas pessoas, que não se deixam enrugar-se pelas dores, sempre convivem melhor com os mais novos, por que ambos vêem a vida com esperança e entusiasmo; estes poucos ainda não se deixaram contaminar pelo peso do passado.

Não há nada que mude mais uma pessoa do que o sofrimento, sobretudo o causado por paixões arrebatadoras. Quando um indivíduo coloca toda a sua existência condicionada a um sentimento e espera ter a mesma correspondência, corre o grande perigo de se machucar de maneira a não conseguir se recuperar jamais. Com toda a sua ingenuidade, crê piamente que sua vida depende daquele sentimento e daquela pessoa, e a partir dali, não consegue enxergar a sua existência e o seu futuro de outra forma, porém, quando as coisas não acontecem como se havia sonhado, a dor pode ser insuportável. É quando pessoas maravilhosas, puras e inocentes se tornam sombrias e incapazes de dar alguma coisa, por que tudo o que tinham de melhor foi investido em algo que não existia. A partir deste momento, não é mais possível que haja a doação sem barreiras, sem fronteiras, por que esta pessoa se encontra irremediavelmente destroçada, incapaz de crer no que a havia motivado a se doar. Agora ela é apenas uma carregadora de passado, sombria e triste. Algumas vezes, a pessoa carregadora de seus fardos tenta ferir alguém da mesma forma  que foi ferida, outras vezes, abre mão de todo e qualquer prazer que possa vir a viver por medo de que sofra novamente; muitas vezes se fecham totalmente, não deixam nada nem ninguém entrar.

O erro destas pessoas não foi o de doar o que tinham de melhor; O erro não foi ter escolhido o momento ou a pessoa errada para se darem por inteiro; o erro foi pensar que exista apenas uma forma e uma maneira de viver, fazer planos sozinha, idealizar algo que sequer existia. Não foi o outro quem as destruiu, foram elas mesmas, deixando que os delírios tomassem suas vidas, fazendo destes delírios, suas vidas. A vida é muito mais que isto, e esse foi o erro. 

Depois que passamos a carregar nossos fardos, dificilmente nos acostumaremos a viver sem eles. Mas não é impossível que aprendamos a querer e a viver de outra forma, priorizando coisas que sabemos ser mais duradouras em nossas vidas, e principalmente, enxergando o que existe, não o que queremos. Talvez possamos ir jogando alguns pedaços fora, e criar uma nova maneira de sermos felizes. Talvez possamos ser jovens e leves de novo, nem que seja só um pouquinho.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Dia da poesia

Com palavras um universo se cria
E este mesmo universo se transforma
De maneira tal, que faz da poesia,
Instrumento de forma e de reforma.

sexta-feira, 8 de março de 2013

Ganhar flores no dia das mulheres?


O maior culpado pela dominação, segregação, discriminação e subjugo da mulher, é a própria mulher. Algumas se sobressaem e quebram as regras sociais, sobretudo as regras femininas, e conseguem algum destaque por suas contribuições, mas a maioria ainda dorme nas trevas da ignorância; ignorância em pensar que ser valorizada por seu corpo seja de fato alguma valorização, quando na verdade, ninguém desejará nada além de fazer sexo com esta mulher. A ignorância em pensar que usando burka, a mulher estará sendo digna por não querer que seus atributos físicos atraiam sobre elas os olhares e acendam os desejos, como se apenas por existir, a mulher fosse culpada, dando aos homens o direito de trata-las como objeto, a não ser que elas se tornem invisíveis. A ignorância em continuar defendendo conceitos que vão totalmente contra os seus direitos, martirizando e condenando outras mulheres que não sigam tais regras.  

As mulheres odeiam as prostitutas, quando na verdade, deveriam odiar os seus maridos, pois eles é que vão até elas e pagam por elas;

As mulheres sempre se afastam quando uma nova mulher chega ao grupo, hostilizando-a, isolando-a;

As mulheres adoram julgar umas às outras, concordando com leis machistas que as desfavorecem, achando que por seguir tais leis, ou até por não conseguir seguir, o ato de julgamento das outras as tornassem mais valorizadas.

As mulheres ainda são as maiores responsáveis por educar as pessoas, então elas são as grandes responsáveis por perpetuar a sua condição desfavorável;

Até hoje, pelo mundo, a mulher é tratada como burra, ignorante, empregada, objeto de uso sexual e reprodutora. Não merece dar opinião, já que não sabe de nada, não merece liberdade, já que não é ninguém, não merece respeito, já que é apenas mais um objeto a ser utilizado pelo homem; mesmo assim, algumas mulheres defendem com unhas e garras essa cultura violenta e preconceituosa, totalmente desrespeitosa.

A mulher precisa crescer, ainda mais que o homem. A mulher precisa saber que ela pode ser e ter tudo, por que merece tanto quanto qualquer outro ser vivo.

Cresça! E que se dane esse dia 8 de março!

domingo, 3 de março de 2013

Aniversário


Um ano se passou,
Desde aquele momento
Em que o universo parou.

Um ano de três
Em que tudo em meu mundo
De repente, mudou.

Um ano se foi,
Mas deixou em minha pele,
Tudo aquilo que marcou.

As lágrimas, o cheiro,
O toque, os sonhos, os sabores
As dores, as tristezas e o amor.

Um ano de muitos
Em que me lembrarei sempre
Daquele dia que se passou.

sexta-feira, 1 de março de 2013

Frases que os profissionais odeiam ouvir


Médicos

_ Eu vi na internet...

Formados em Letras ( tradutores, redatores, professores e por aí vai)

_ Você não sabe o significado dessa palavra, você fez Letras!

Cozinheiro

_  Deixa eu experimentar pra ver se está bom.

Doceiro

_ É pa vê ou pa cumê?

Violinista

_ Você sabe tocar aquela do Michel Teló?

Ator

_ Aposto que esse choro é mentira, você é um ator.

  Aeromoça

_ Tem mais daquele bolinho do outro lanche?

Trocador de ônibus

_ Só um minutinho, eu vou achar o trocado!

Assistente Social

_ Eu vou pegá aquela muié da cesta básica!

Assistente administrativo

_ A controladoria voltou todos os processos!

Mãe (essa é a profissão mais difícil e importante!)

_ He, he, esqueci!




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...