domingo, 22 de julho de 2012

terça-feira, 17 de julho de 2012

A menina morreu


Que saudade daquela menina que sonhava, sentada na grama, com um futuro lindo, que acreditava em contos de fadas e confiava nos homens! Saudades de quando ela não entendia as malícias, quando não desconfiava das boas intenções, que esperava por um mundo melhor...

Sinto falta de seus olhos brilhantes, de seus sonhos vivos, de suas histórias inventadas. A menina realmente acreditava que podia se amar apenas por amar, e que o amor estava acima de todas as coisas. Ela ansiava por encontrar a sua alma gêmea e viver uma linda história de amor. Ela acreditava no amor puro e verdadeiro...

A menina se foi. No lugar dela sobrou uma alma humilhada, pisoteada, enlameada; os seus olhos estão escuros e duros, os seus lábios fechados e suas mãos tensas. Não há mais confiança, não há mais espera, não há mais nada. A menina morreu.

De extremamente ingênua passou para o total ceticismo. Não há mais esperança ou sentido. A menina se foi e me deixou apenas a saudade, saudades de mim mesma.

domingo, 15 de julho de 2012

Lição para viver melhor


Blablablablabla bla blabla, balblablabla! Blablabla, blablablablablabla. Hum! Blablablablabla, blah, blablablabla. Blablablablabla, blabla blablablabla.

Blablabla!

Blablabla, blabla blablablabla. Blablabla.

Bla!

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Deixem de ser bestas!


Os meus verdadeiros amigos não se importam que eu lhes chame de bestas, na verdade, eles adoram me chamar de besta. Podem se passar anos, mas sempre há intimidade e liberdade entre nós, continuaremos nos chamando de bestas.

Não tenho milhões de amigos para com eles poder cantar, mas fui conhecendo muita gente legal e bem diferente por onde passei... Já chorei ouvindo a historia da morte da mãe de uma amiga, chorei ao me despedir dos amigos do trabalho, já gargalhei bastante com esses mesmos amigos, cantamos juntos, pagamos mico, dividimos segredos, potes de sorvete, nos metemos um na vida do outro, sonhamos, desabafamos e tudo o mais que se é possível fazer com um amigo; gente que rezou por mim, que torceu de camarote e de coração, gente que me protegeu de mim mesma; gente de perto, gente de longe, gente que morará para sempre dentro do meu peito.

A todos os meus amigos, antigos e os "inéditos", o meu abraço e o meu obrigado. Se não nos encontrarmos mais por estes caminhos, mesmo que não nos falemos, saibam que o nome de cada um está escrito em um pedacinho de mim, para sempre! E deixem de ser bestas!

sábado, 7 de julho de 2012

Rosa vermelha


Uma semente precisa de água e terra para germinar; precisa estar acolhida, segura e  nutrida, precisa encontrar um ambiente propício. Neste ambiente, a planta se desenvolve lentamente e com o tempo, terá flores e talvez frutos. Se faltar-lhe água, ficará seca e poderá morrer, se falta-lhe nutrientes, ficará desnutrida, feia, sem vitalidade. Com o tempo, as suas folhas cairão, sua aparência ficará desagradável, talvez se renove. Poderá sofrer cortes, seus frutos apodrecerão, seus galhos serão quebrados...Talvez um incêndio a destrua,ou lhe cause ferimentos irreparáveis! Se for uma grande árvore, frondosa e destemida, talvez se recupere e continue com a sua imponência; se for uma simples rosa vermelha, queimará ardentemente e sucumbirá ao fogo impiedoso. Sem frutos, apenas com a sua beleza para servir aos outros, morrerá indefesa, sem nenhuma ajuda, sem que ninguém se importe, pois no mundo há bilhões de rosas para ocupar o seu lugar.

terça-feira, 3 de julho de 2012

Menina má



No ano 33 depois de Cristo, eu peguei a maior pedra, a mais pontiaguda que encontrei e joguei na testa do cristo, numa de minhas encarnações;

em outra, botei fogo na biblioteca de Alexandria e sai dando altas gargalhadas na cara daqueles palhaços;

em outra vida eu chicoteei os escravos e arranquei-lhes os dentes com alicates;

na inquisição, queimei muitas mulheres inocentes em nome de Deus e as submeti as mais tenebrosas torturas;

fui eu quem falou para Hitler sobre a teoria da proto-língua, eu também estava lá, queimando milhares de judeus;

eu fui um dos idealizadores dos testes nucleares, especialmente em Hiroshima;

também já queimei inúmeras formigas com lentes de aumento e deixei muitas crianças ajoelhadas nos grãos de milho.

Devo ter sido muito má em todas as outras vidas, fui a pior. Devo ter escaldado muitos cães sarnentos e espancado mendigos. Roubei as amêndoas das crianças na Semana Santa! Peguei o dinheiro das oferendas. Eu fui má, muito má.

Eu fui terrível, eu sei. Fui má.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...